Comemoração

Educação Empreendedora ganha destaque no Dia Mundial da Educação

Sebrae Maranhão atua fortemente na disseminação do empreendedorismo entre crianças e jovens com objetivo de expandir a cultura empreendedora no estado.

Nesta terça-feira, 28 de abril, é Dia Mundial da Educação. Uma data para fazermos reflexões sobre o sistema educacional brasileiro, comemorar resultados positivos e destacar experiências valorosas na área – nesse rol, incluímos as voltadas para a expansão da cultura empreendedora que tem crescido no país fortemente, apoiada por pesquisas e ações cada vez mais acertadas de instituições comprometidas pela causa.

 

Um exemplo de boas experiências é o esforço contínuo que tem feito o Sebrae para divulgar e, principalmente, disseminar a cultura do empreendedorismo entre os mais jovens – inclusive para o ensino fundamental menor. A instituição, que trabalha para apoiar os pequenos negócios no país, tem se voltado com mais fervor, desde 2015, para fazer valer nos estados e municípios o Programa Nacional de Educação Empreendedora do Sebrae (PNEE) que traz um portfólio abrangente de produtos voltados a complementar a educação formal e profissional com conteúdos sobre empreendedorismo.

 

“A ideia do Sebrae é, realmente, complementar a educação formal com tais conteúdos e, com isso, favorecer aos alunos conhecimento sobre a temática do empreendedorismo, ajudando-os ainda a desenvolver o potencial e as habilidades empreendedoras para que possam fazer uso em seus projetos de futuro – e um futuro que pode estar mais próximo do que se pode imaginar, haja visto que muitos jovens ingressam no empreendedorismo cada vez mais cedo”, explica a gerente de Cultura Empreendedora do Sebrae no Maranhão, Raíssa Amaral. 

 

Desde 2013, o Sebrae trabalha com Educação Empreendedora no Maranhão, do ensino fundamental ao superior, destacando competências múltiplas, trabalho em equipe, inovação, criatividade. “Mas foi em 2016 que começamos a trabalhar aqui com o Programa Nacional de Educação Empreendedora do Sebrae aplicado à rede pública e privada do estado, por meio das inúmeras soluções do seu portfólio”, informa a gerente.

 

Como resultados do esforço, o Sebrae comemorou, no final do ano passado, a adesão de 70 municípios integrados ao PNEE, correspondendo a 32,2% dos municípios maranhenses tendo o empreendedorismo no currículo de sua rede de ensino. E mais: nesse período, 4.553 professores foram capacitados para ministrar conteúdos do programa nas escolas e 93.842 alunos do ensino fundamental e médio receberam aulas com conteúdos sobre empreendedorismo.  

 

A comemoração do Sebrae, também conta com ações relevantes, como a adesão de soluções voltadas ao ensino superior em inúmeros campi da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Instituto Federal do Maranhão (IFMA) e na Unibalsas, localizada no sul do estado; a realização a primeira edição do Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora para valorizar as boas práticas dos educadores na difusão do empreendedorismo nas escolas da rede pública e privada; a realização do Fórum de Educação Empreendedora em São Luís, Caxias e Santa Inês para dialogar diretamente com os educadores, sem contar com as inúmeras feiras do Programa Jovens Empreendedores Primeiros Passos, em dezenas de municípios maranhenses, envolvendo alunos do 1º ao 9º ano do ensino fundamental.   

 

Para 2020, o Governo do Estado fechou uma parceria significativa com o Sebrae: 44 escolas da rede pública estadual do Ensino Médio e 16 Unidades Vocacionais de Educação Profissional do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema) já estão recebendo conteúdos de empreendedorismo, de acordo com a nova Base Nacional Comum Curricular. Hoje, por exemplo, nas unidades onde as aulas estão sendo realizadas online e à distância, por causa da pandemia de Covid-19, cerca de quatro mil alunos estão participando do repasses desses conteúdos de empreendedorismo, tendo a oportunidade de desenvolver seu potencial e habilidades empreendedoras.  

 

“Portanto, é com muita alegria que o Sebrae recebe este Dia Mundial da Educação. Mesmo em meio a essa pandemia sem precedentes, podemos comemorar os bons resultados que transcendem aos números do programa. Os principais ganhos não são mensuráveis, mas certamente integram, hoje, o aprendizado de quase 94 mil alunos que passaram a conhecer mais sobre empreendedorismo e irão aplicá-lo uma hora ou outra ao longo de sua vida. Temos ainda o lado dos educadores que se transformaram em alunos ao receberem os repasses das metodologias e ensinaram os conteúdos com muito dinamismo nas salas de aula. O certo é que, quando trabalhamos com Educação, sempre temos ganhos e contribuímos com a construção de cidadãos mais conscientes e que podem construir um Brasil mais forte e promissor”, ressalta Raíssa Amaral.

 

Entre os mais jovens

Nos resultados da edição 2018 da pesquisa GEM (Global Entrepreneurship Monitorapontou), constatou-se uma tendência Nessa época, aproximadamente 52 milhões da população em idade produtiva (38%) estava envolvida com alguma atividade empreendedora. E detalhe: 22,2% dos que iniciaram um pequeno negócio estava entre os 18 e 24 anos – em 2017, o indicador estava em 18,9%.

 

Alguns pontos positivos foram ressaltados pela pesquisa no apoio e estímulo ao empreendedorismo no país: a vocação do brasileiro em empreender, alguns programas governamentais de fomento e a dinâmica do mercado nacional que acaba por gerar as oportunidades de negócios. Quanto aos gargalos, ainda pesa no país a burocracia excessiva, legislação tributária complexa, pouco apoio financeiro para empreendedores iniciantes e a baixa difusão de conteúdos empreendedores na educação básica.    

 

Por isso, o Sebrae colabora com a construção dessa nova sociedade brasileira por meio de suas soluções do seu Programa Nacional de Educação Empreendedora. Para os interessados em saber mais sobre o portfólio do PNEE podem acessar o portal da instituição (www.sebrae.com.br), onde também estão inúmeros conteúdos da área de Educação à Distância (EAD Sebrae), com cursos e jogos online gratuitos bem interessantes para despertar o potencial e as habilidades empreendedoras. A central de relacionamento 0800 570 0800 também está disponível para mais detalhes, assim como o site www.educacaoempreendedoraead.sebrae.com.br que disponibiliza ao professor pode se inscrever nos cursos ofertados à distância pelo Sebrae.

 

 

 

Mais informações:

Assessoria de Imprensa do Sebrae no Maranhão

(98) 3216-6133

 

Central de Relacionamento Sebrae: 0800 570 0800

Facebook.com/sebraema

Youtube/umcsebraema

Twitter: @Sebrae_Ma

Instagram: @SebraeMaranhao