Projeto piloto

Maranhão aparece entre nove estados brasileiros que interiorizam a inovação

Iniciativa do Sebrae visa criar ecossistemas locais de inovação para potencializar o desenvolvimento regional e criação de novos negócios.

A iniciativa do Sebrae visa ativar ecossistemas locais de inovação (ELI) no interior do país segue em expansão para estimular o desenvolvimento regional e gerar oportunidades de novos negócios. Até o momento, as ações estão sendo desenvolvidas em municípios de nove estados do Brasil: Rondônia, Paraná, Rio Grande do Sul, Alagoas, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Norte e Maranhão, sendo que nos dois últimos, as atividades começaram no final do ano passado.

 

Para o Sebrae é de fundamental importância estimular a inovação fora das capitais. “Isso ajuda a distribuir riquezas e diminuir as desigualdades sociais, porque a inovação acaba contribuindo para o desenvolvimento dos territórios ao dar suporte de maneira significativa à economia local, por meio de empreendimento de pequeno, médio e grande porte, por exemplo”, destaca o coordenador de Inovação e Tecnologia do Sebrae Maranhão, João Berto Ferreira. 

 

A metodologia desenvolvida pelo Sebrae inclui a identificação de municípios que possuem maior potencial de inovação, a partir da análise de variáveis técnicas que incluem potencial tecnológico, com a existência de cursos de mestrado e doutorado em áreas como engenharia, biotecnologia, entre outros, bem como vocação produtiva em segmentos com perfil na área de inovação e tecnologia, como empresas de química e materiais, softwares, logística, etc. Após esse mapeamento, é construído um plano de intervenção junto com os atores de inovação locais para preencher lacunas e potencializar o desenvolvimento regional, ancorado nas atividades de inovação.

 

No município de Balsas, onde está sendo desenvolvido o projeto piloto no Maranhão, até abril serão realizados workshops com a participação de empresas e instituições para a construção de um plano de ação para organizar o ecossistema de inovação do município. O primeiro encontro foi realizado virtualmente no final de janeiro, quando foram definidas, a partir de um diagnóstico, que a cadeia do agronegócio, logística, tecnologia da informação e turismo vão nortear o planejamento das ações. No encontro de fevereiro foi trabalhado o diagnóstico do ecossistema de inovação, a formação do plano de ação e um plano de ação setorial.

 

“Nosso objetivo é fazer uma grande revolução no tema inovação para os empreendedores de Balsas. Queremos deixar um legado de soluções onde o empreendedor possa se apoiar e, de fato, experimentar uma transformação com base na inovação para alcançar melhores práticas de gestão. Ao final, ele poderá ser capaz de desenvolver novos produtos ou novos serviços, atraindo novos clientes e novos mercados”, destacou o gerente da unidade de soluções empresariais no Sebrae Maranhão, César Guimarães.

 

O diretor técnico do Sebrae estadual, Mauro Borralho de Andrade, destaca, por sua vez, a escolha por Balsas para a ação inédita no estado. “Temos a oportunidades de executar um projeto piloto no Maranhão, aqui na cidade de Balsas, que apresenta todas as condições necessárias ao alcance dos resultados almejados. O forte engajamento por parte das empresas e parceiros na realização deste trabalho, mostra o grande potencial da região para o desenvolvimento do ecossistema de inovação mediante conexão dos setores proeminentes, como o Agronegócios e o Turismo, que ilustram muito bem a ruralidade, territorialidade e vocações da região”.

 

As primeiras experiências para a criação de ecossistemas de inovação fora das capitais aconteceram há três anos em Londrina, no Paraná, onde foi desenvolvida uma metodologia própria, em parceria com a Fundação Certi, para a execução do trabalho no estado. A criação dos ecossistemas locais naquele estado tem permitido estruturar uma rede com a participação de vários atores e um capital social bem organizado, o que facilita uma integração maior, principalmente quando se estabelece a governança de inovação ganhando força para criar sustentabilidade para as cidades.

 

“Da mesma maneira buscamos incentivar esse movimento junto aos negócios inovadores no Maranhão, dando um passo significativo nesse sentido com a experiência em Balsas que, certamente, poderá se estender para outros territórios visando contribuir com o desenvolvimento do nosso estado”, enfatiza o gerente de Soluções Empresariais do Sebrae, César Guimarães. 

 

 

 

 

 

Mais informações:

Assessoria de Imprensa do Sebrae no Maranhão

(98) 3216-6133

 

Central de Relacionamento Sebrae: 0800 570 0800

Facebook.com/sebraema

Youtube/umcsebraema

Twitter: @Sebrae_Ma

Instagram: @SebraeMaranhao